LA PLATA - ARG

Ir em baixo

LA PLATA - ARG

Mensagem por Narrador em Sex Fev 06, 2015 12:45 pm


LA PLATA


Saudações; Convidado


La Plata é a capital da Província de Buenos Aires, o principal estado argentino (não confundir com a cidade de Buenos Aires).
Foi fundada pelo governador Dardo Rocha em 19 de novembro de 1882, para servir de capital da província depois que a cidade de Buenos Aires se tornou um distrito federal.

Projetada por uma equipe comandada pelo engenheiro Pedro Benoit, La Plata é reconhecida por seu traçado quadrado, suas diagonais, bosques e praças.

Entre os cartões postais da cidade, estão a Catedral de La Plata (Catedral de la Inmaculada Concepción de La Plata), o Palácio Municipal, o Prédio da Legislatura (La Legistatura), A Casa do Governo (la Casa de Gobierno), o Museu de Ciências Naturais (Museo de Ciencias Naturales) e o Observatório Astronômico (Observatorio Astronomico)

Chegou até aqui, então não pode perder os passeios incríveis desta cidade:

MUSEU DE CIÊNCIAS NATURAIS:

Spoiler:
Fundado em 1888, com um estilo neoclássico e ornamentação pré-colombiana, conta com mais de 3 milhões de  objetos em sua coleção, entre os que se destacam os Grandes Mamíferos fósseis do Terciário e Quaternário, e as coleções arqueológicas e etnográficas. Conta com 21 Salas de Exibição permanente que apresentam objetos da gea, fauna, flora e culturas, principalmente, da América do Sul. Esse grande edifício oval greco-romano é um dos elos fundamentais da vida cultural e científica de La Plata, mas pela sua localização, forma parte do passeio do Bosque. Visitado anualmente por um milhão de pessoas, é o principal Museu de Ciências Naturais do Mundo de fala hispânica e um dos mais reconhecidos pelas suas coleções e seu trabalho científico no plano internacional.  Instalado em 1884, esse gigante de planta oval de 135 metros por 60, foi uma ideia do seu fundador, o Perito Francisco Pascasio Moreno, cujas coleções foram base inicial dos dois milhões de peças classificadas na atualidade e o ensino superior de ciências naturais.

Em 1906 o Museu passou a formar parte da Universidade. Desde então é o maior centro de naturalistas de América Latina, com 120 cátedras nos departamentos de Antropologia, Botânica, Geologia, Ecologia, Paleontologia e Zoologia. As coleções mais importantes são as de vertebrados fósseis do Cenozoico, as de arqueologia, etnografia e antropologia, as de entomologia, as de vertebrados americanos atuais, as de botânica e etno-botânica, as de invertebrados fósseis e atuais e as de mineralogia à que se somam por doações, importantes amostras das culturas pré-colombianas e também a sala egípcia. Algumas coleções, como as de vertebrados fósseis, são únicas no mundo.

OBS.: Postagens livres do ônus de galeões.


OBSERVATÓRIO ASTRONÔMICO:

Spoiler:
O Observatório Astronômico de La Plata foi um dos primeiros habitantes do Passeio do Bosque e sua criação obedeceu a uma lei aprovada em outubro de 1882. Conta a história que a notícia da passagem do planeta Vênus pelo disco solar em 1882 motivou que o governo provincial encarregasse esse ano um telescópio e seu equipo auxiliar à casa Gautier de Paris.

O Observatório platense, criado em 1935, é berço da Faculdade de Ciências Astronômicas e Geofísicas, sendo o primeiro centro de estudos de América Latina dedicado ao tema.

OBS.: Postagens livres do ônus de galeões. A noite pode haver visitantes das trevas pelos arredores.


CATEDRAL DA IMACULADA CONCEIÇÃO:

Spoiler:
A Catedral da Imaculada Conceição é o maior Templo Neogótico da América dó Sul,  começou a ser edificada em 1884 e se inaugurou em 1932, em coincidência com o cinquentenário da Cidade, embora  não foi senão até 1999 que finalizaram as obras com a terminação de suas duas torres. Desde uma delas, à qual se acede por elevador, pode-se observar o traçado perfeito da cidade. Esse majestoso templo se levanta de frente à Praça Moreno,  no quarteirão compreendido pelas ruas 14 e 15 e as avenidas 51 e 53. De tijolo à vista, inconfundível e num belo tom avermelhado,  tem-se convertido no símbolo mais caraterístico de La Plata. Sua superfície é de 7.000 metros quadrados, tem capacidade para 14.000 personas, e mede 120 metros de comprimento por 76 de frente. Medida até a cruz, sua altura chega aos 97 metros, enquanto as flamantes torres alcançam 112 metros.

A Catedral de La Plata está inspirada nas catedrais góticas de Amiens (França) e de Colônia (Alemanha).  No plano original desenhado por Pedro Benoit e Ernest Mayer se previu a construção de três torres, que tinham ficado inconclusas. Estima-se que a Catedral está revestida por 12 milhões de tijolos. Se utilizaram técnicas modernas de micro-pilotagem, com máquinas e tubos especiais para suportar as 2.000 toneladas de peso adicionais que se acrescentaram a cada uma. A terceira e última obra foi a construção das duas gigantescas torres de 112 metros de altura cada uma, que foram finalizadas tal como as tinham desenhado Benoit e Mayer originalmente. Cada uma das nove torres expressa uma mensagem. A do cruzeiro representa o Cristo Pantocrátor. Vista de frente, a torre maior da direita representa a Virgem Maria, ai se encontra o campanário; enquanto a da esquerda representa a Jesus Cristo. As quatro torres secundárias aludem às virtudes cardinais: Fortaleza, Justiça, Prudência e Temperança. Tal como surgem do projeto original de Benoit, se desprendem 56 imagens religiosas que estão representadas na frente e as torres principais. A peça maior está dedicada à Imaculada Conceição e está instalada na frente principal. Acompanham treze no portal. O resto está nas torres principais desenvolvendo a vida de Jesus e Maria.

OBS.: Postagens livres do ônus de galeões, porém no por do sol, mesmo sendo local sagrado, seu pátio é o local de grandes embates duelísticos.

CASA CURUTCHET:

Spoiler:
A residência que o médico Pedro Curutchet encomendara a Le Corbusier em 1948 – declarada de interesse provincial, turístico e Monumento Histórico Nacional em 1987- é uma conquista manifesta dos cinco princípios que o arquiteto suíço-francês enunciara em 1926, mas com a particularidade de que os mesmos foram adaptados a um lote pequeno, entre medianeiras, e com um eixo longitudinal que se encontra com uma inclinação próxima aos 45o em relação à  linha municipal. Em definitivo, uma acertada conciliação de princípios universais com as particularidades do contexto urbano da cidade de La Plata. A Casa se localiza, como já mencionado, em La Plata, capital da província de Buenos Aires, a 60 kilometros da Capital Federal, numa zona residencial de frente à Plaza Rivadavia e separada do principal espaço público verde da cidade, o Bosque, pela Avenida 1, uma das artérias urbanas mais transitadas.

A residência, que se desenvolve em vários níveis, conta com um pequeno pórtico como acesso, no qual se inicia a rampa que conduz ao hall de entrada e, girando 180o, se continua até o que fora o consultório de Curutchet e seus serviços. A liberação da planta baixa permite a existência de um jardim, cuja peça fundamental é a árvore que ascende por um vão expressamente desenhado para formar parte da paisagem da varanda na planta superior. Desde o hall envidraçado, por meio de uma escada que vincula verticalmente a obra, se acede à planta pública: estar e sala de jantar doble altura, a varanda jardim -com seu “brise soleil” emoldurando os visuais até os espaços verdes circundantes e protegendo do sol do meio dia, e à área de serviço: cozinha e banho. Finalmente, a última planta contém os dormitórios familiares, um deles para o casal Curutchet, o outro para suas filhas-, com seus respectivos sanitários.

Atualmente, a Casa é alugada pelos herdeiros do doutor Curutchet ao Colégio de Arquitetos da Província de Buenos Aires (CAPBA) e suas portas estão abertas aos visitantes que queiram percorrê-la e ficar em contato direto com uma das obras emblemáticas do movimento moderno em Argentina. Trata-se de una obra significativa da arquitetura moderna a qual oferece aportes essenciais nos ensinos do Desenho a qualquer ideologia arquitetônica.

OBS.: Postagens livres do ônus de galeões. Aqui dizem que há portais para mundos imaginários. Deve-se ter cuidado onde tocar e onde encostar, a volta para este mundo pode ser mais demorada do que pensas.
Caso visite portais, permaneça lá por no mínimo sete dias do off.

TEATRO ARGENTINO:

Spoiler:
Esse formidável complexo cultural, sede da Ópera e o Ballet, forma parte do antigo eixo monumental e possui um teatro de prosa, salões de exposição, salas de concerto e una sala lírica com três níveis de palcos com capacidade para 2200 espectadores. O Centro de Artes Teatro Argentino se encontra localizado no coração platense, no quarteirão delimitado pelas ruas 9 e 10 e as avenidas 51 e 53, onde se alçava a sede tradicional do monumental complexo cultural. A construção do Teatro se iniciou em 1980, obedecendo ao projeto dos arquitetos  platenses Enrique Bares, Tomás García, Roberto Germani, Inés Eubio, Alberto Sbarra y Carlos Ucar, que um ano antes haviam ganho o concurso respectivo. Sua superfície coberta alcança os 60.000 metros quadrados e a geometria de sua planta, com diagonais maiores e menores, evoca o plano da Cidade.  O edifício constitui um âmbito artístico poli-funcional, com atributos próprios de um autêntico complexo das artes.



INGRESSO:
-Adulto: 20 galões
-Criança até 14 anos: 10 galões



HP Universidade
avatar
Narrador
Administradores
Administradores

Mensagens : 584

Ver perfil do usuário http://hpuniversidade.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum